quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Até o ano que vem (ou até amanhã)


Namastê!


 Até o ano que vem e acreditem, este é só o começo!

Lazy Line Painter Jane


Belle & Sebastian é uma banda escocesa formada por jovens universitários e tímidos nerds em 1996 na cidade de Glascow. O nome da banda vem do desenho animado e livro honônimo da escritora e atriz francesa Cécile Aubry que conta as aventuras do menino Sébatien e seu cachorro Belle (cheguei a assistir a alguns episódios e achei o anime bem divertido e dramático também, do tipo capaz de arrancar lágrimas dos olhos).


Belle e Sebastian

Seus integrantes são:

Isobel Campbell: de 1996 a 2002 (vocais e cello)

Stuart David: de 1996 a 2000(baixo)

Stuart Murdoch: de 1996 até o momento (vocais, guitarra e teclados)

Stevie Jackson: de 1996 até o momento (vocais e guitarra)

Chris Geddes: de 1996 até o momento (teclados)

Richard Colburn: de 1996 até o momento (bateria)

Sarah Martin: de 1996 até o momento (violino e vocais)

Mick Cooke: de 1998 até o momento (trumpete e baixo)

Bobby Kildea: de 2001 até o momento (guitarra e baixo)

Para conhecer melhor a banda visitem estes links:

Site oficial da banda: http://www.belleandsebastian.com/

Myspace oficial da banda: http://www.myspace.com/thebandbelleandsebastian

Cécile Aubry

Conheci a banda num dos períodos mais legais de minha vida, através de amigos inesquecíveis e de minha ex-namorada que infelizmente por um ou outro motivo não os encontrarei mais nesta vida. A primeira música que escutei foi Lazy Line Painter Jane e as músicas do primeiro álbum da banda Tigermilk. Só conheci melhor a banda quando eles se apresentaram no Free Jazz Festival em 2001 quando passaram várias notícias falando sobre a banda, além de vários clips. O que mais gostei na banda foram as vozes dos vocalistas, principalmente a da fascinante Isobell Campbell. Quando ela terminou o namoro com o Stuart Murdoch e saiu da banda continuei acompanhando seu trabalho solo com a banda the Gentle Waves ou em duetos com o Mark Lanegan e o seu trabalho continua tão encantador quanto quando a ouvi cantando Lazy Line Painter Jane. Para conhecer melhor o trabalho de Isobel Campbell visitem o myspace oficial da cantora: http://www.myspace.com/isobelcampbell

Isobel Campbell

Abaixo deixo a letra da música e o clip de Lazy Line Painter Jane para os leitores deste blog conhecerem a banda da forma que conheci. Namastê!

Lazy Line Painter Jane

You work in the village shop
Putting a poster up
Dreaming of anything
Dreaming of the time when you are free from
all the trouble you're in

In the mud, on your knees
Trying hard not to please
Anyone, all the time
Being a rebel's fine
But you go all the way to being brutal

You will have a boy tonight
You will have a boy tonight
On the first bus out of town
On the first bus out of town

Let's see your kit for games
All the girls look the same
You are challenging style for running miles
You're running miles in some boy's jumper

Boo to the business world!
You know a girl who's tax free on her back
and making plenty of cash
While you are working for the joy of giving

(CHORUS 1)
You will have a boy tonight
(Baby,)You will have a boy(girl) tonight
On the last bus out of town
On the last bus out of town

(CHORUS 2)
You will have a boy tonight
(Baby,)You will have a girl tonight
And you hope that they will see
And you hope that they will see

You are in two minds
Tossing a coin to decide whether you
should tell your folks
About a dose of thrush you got while
you were licking railings

But you read in a book
That you got free in Boots
There are lotions, there are potions
You can take to hide your shame from
all those prying eyes

Lazy Jane, all the time
Painting lines
You are sleeping at bus stops
Wondering how you got your name
And what you're going to do about it

(CHORUS 1) 2X

(CHORUS 2) 2X


video

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Natal



Todo ano ocorrem diversos eventos em Natal durante o mês de dezembro bem próximos do Natal. Enfim, vou falar um pouco sobre o meu Natal em Natal, minha cidade Natal.

Carnatal


Se tem algo que eu não curto no final de ano é o Carnatal, micareta que surgiu em Natal desde 1991 .Nele um grupo enorme de pessoas saem em cortejo atrás de um carro de som ensurdecedor adorando-o como um Deus, pagando cerca de trezentos reais ou mais para vestir uma camisa que identifica seu gosto musical caracterizado por músicas que estão nas paradas de sucessos e tocando repetitivamente nas rádios até dar uma dor e que são esquecidas no ano seguinte sendo substítuídas por outras parecidas.

Acredito que a qualidade artística não tem nada a ver com a música estar no topo das paradas ou não. Não tenho nada contra os baianos, gosto de músca baiana! Podem comprar pra mim um CD de Dorival Caymmi que eu escuto tranquilamente, mas nunca, nunca me compre um CD de axé music que eu faço questão de espatifar em mil pedacinhos sem remorço nenhum. Existe uma grande riqueza musical, cultural e artística que está desaparecendo e sendo substituída por músicas e estilos musicais efêmeros, não exatamente porque a grande massa seja idiota, mas porque as rádios e TVs saturam tanto a grande massa que ela incapaz de se defender acaba aceitando, e achando que Antônio Nóbrega não pesta porque não está nas paradas. Sei que isto é um ponto de vista um pouco limítrofe mas, é o que vejo no meu dia-a-dia e isto além de incomodar é perturbador. Não gosto do evento, do som e muito menos das pessoas com atitudes descerebradas que vejo no Carnatal(sei que existem pessoas com cabeça feita que vão, mas até hoje não encontrei com nenhuma) não vou de jeito nenhum!!Carnatal é um evento que nem me pagando eu vou!!!

Detesto carnatal!


















Nem me pagando eu vou!


Zombie Walk Natal

Zombie Walk é um evento que apareceu sem aviso (que nem nos filmes de zumbi), um belo dia você acorda e lá estão pessoas vestidas de zumbi percorrendo um determinado trajeto estabelecido pela cidade. Depois do Zombie Walk que aconteceu no Canadá em 2003 que contava com poucas pessoas este evento começou a aparecer sem aviso em diversas partes do mundo (O vírus se espalhou) e como não poderia deixar de acontecer, passou a ter Zombie Walk no Brasil também.


Mas, o que me pegou de surpresa (como uma mordida de zumbi) é que rolou o primeiro Zombie Walk em Cristhmas!!! Não pude ir (mas meus amigos foram e disseram que foi muito bom), quando soube o evento já tinha acabado e mesmo assim, ainda estava na exposição de quadrinhos. Mas, não podia deixar de registrar este evento em meu blog e de dizer que na verdade os zumbis não são as pessoas fantasiadas e sim a população natalense morgada e sem vida. Não é todo dia que você acorda e percebeu que os mortos estão caminhando pela terra, e o Zombie Walk Natal foi o dia em que isto aconteceu por aqui. Foi um belo recado e espero que este evento continue acontecendo todo ano porque a cidade de Natal precisa destas coisas (Não merece mas precisa).


Cérebro!!!!












Miolos!!!










Nham Nham!











ARGHHH!!!!!!







Aproveitando o embalo aqui estão algumas indicações de filmes de zumbi para assistir antes de dormir, coloquei apenas descrições superficiais mas, pretendo falar sobre estes e outros filmes individualmente com todo o respeito que merecem em futuras postagens:

-A Noite dos Mortos Vivos
Ano: 1968
Diretor: George Romero
Sobre o filme: O filme que começou com esta história de mortos-vivos, recentemente saiu em dvd uma versão colorida em 3D .

-Despertar dos mortos
Ano:1978
Diretor: George Romero
Sobre o filme: Segundo filme da trilogia dos mortos de George Romero os eventos ocorridos na história acontecem em um shopping Center.

-Dia dos Mortos
Ano: 1985
Diretor: George Romero
Sobre o filme: Terceiro filme da trilogia George Romero fechando com chave de ouro a trilogia dos mortos com a trama se passando em uma base militar.

Só pra constar: Esta trilogia é do K-Ray e os três filmes ganharam refilmagens!

-A noite dos mortos vivos
Ano: 1990
Diretor: Tom Savini
Sobre o filme: Refilmagem do filme de 1968 de George Romero muito bem executada e com a participação de Patrícia Tallman(A Lyta Alexander de Babylon 5) e Tonny Todd (o Candyman dos filmes de terror, repita o nome dele três vezes em frente ao espelho pra ver o que acontece)

-Resident Evil
Ano: 2002
Diretor: Paul Anderson
Sobre o filme: Adaptação para os cinemas do jogo de videogame honônimo que só zerei o primeiro jogo (O mais difícil de todos), deu uma nova injeção aos filmes de zumbi que vieram depois (injeção criada pelo vírus da Umbrella) ao invés de personagens do jogo foi criada uma personagem para o filme a Alice (Interpretada pela Milla Jovovich que pra mim já é mais que motivo suficiente para ver o filme). É o segundo filme sobre um jogo de videogame que achei bem adaptado e foi feito pelo mesmo diretor do primeiro filme de jogos de videogame que achei bem adaptado: Mortal Kombat.

-Extermínio
Ano: 2002
Diretor: Danny Boyle
Sobre o filme: É um filme tenso com ótimo discurso e é aqui que os zumbis começam a correr absurdamente rápido, até mais rápido que os humanos.

-Madrugada dos Mortos
Ano: 2004
Diretor: Zack Snyder
Sobre o filme: Refilmagem do Despertar dos mortos e com acréscimos com tensão do início ao fim com os zumbis corredores, uma boa mensagem diluída pela ação e com direito a um bebê zumbi.

-Dia dos mortos
Ano: 2007
Diretor: Steve Miner
Sobre o filme: É o mais fraquinho das três refilmagens da trilogia clássica de Romero, o filme é assustador mas não no bom sentido que nem os outros...

-Ensaio sobre a cegueira
Ano: 2008
Diretor: Fernando Meirelles
Sobre o filme: Oficialmente não é filme de zumbi, e sim uma adaptação do livro de mesmo nome de José Saramago mas, todos os elementos dos filmes de zumbi estão lá a diferença é que não há zumbis no filme.

Se quiser conhecer mais sombre o Zombie Walk Natal visite o site: http://www.zombiewalknatal.com.br/


Sem espaço

no inferno!
























Aceita estudante?


Mate os zumbis, antes que eles matem você!

Paralamas e Titãs

Quando soube que ia ter uma apresentação gratuita dos Paralamas do Sucesso junto com os Titãs entrei em estado de frenesi e nolstagia. Cresci ouvindo Paralamas e Titãs, nunca tinha ido ao show de nenhuma das duas bandas e elas estavam se apresentando juntas dividindo o mesmo palco! Eles tocaram seus maiores sucessos e os Paralamas tocaram "Vital e sua Moto" depois que tocaram esta música pude ir revigorado para casa e dizer que fui a um show dos Paralamas e escutei Vital e sua moto. O grande problema da apresentação era que tinha muita, mas muita gente, um calor insuportável e um monte de pessoas com desodorante vencido e ensopada de suor próximas à você e isto não é nem dentro do estádio de futebol Machadão, onde aconteceu o show e sim na entrada. Se tivesse algum problema sério na estrutura do estádio muita gente ia se machucar feio por conta da falta de planejamento para este evento. Outro ponto negativo é que Chico César ia se apresentar bem próximo dali então tinha que ir embora.

X-Men

Chico César

Gosto do trabalho deste paraíbano, acho engraçadíssimo e divertido o videoclip Mama Africa, mas não deu pra ver a apresentação gratuita dele no anfiteatro da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) por conta do horário, não tenho carro(e nem sei dirigir também, só dirijo jogando o jogo de videogame Gran Turismo) e o último ônibus passa às 23h30min se eu não pegar este ônibus que sai agora às 11 horas só amanhã de manhã. Foi no mesmo dia da apresentação dos paralamas e titãs saí de lá para ver o Chico mas não tinha condições mesmo de ficar esperando.Felizmente já tinha visto uma apresentação gratuita dele no dia da poesia.

Vocês querem rock?

Cordel do Fogo Encantado

O Cordel do Fogo encantado se apresentou por aqui gratuitamente também no anfiteatro da UFRN e até que não lotou tanto quanto pensei que iria lotar. O Espetáculo do cordel é uma experiência única e bem diferente de você ouvir o CD do cordel é você assistir o cordel ao vivo.Comparo a experiência de assistir Cordel ao vivo com a vez em que assisti Chico Science e nação zumbi, é uma experiência única, inesquecível , rica culturalmente e artísticamente e nenhuma apresentação é igual a outra. Se em Chico Science a alquimia musical do Scientista é um dos pontos fortes, em cordel a poesia e a arte Cênica são vitais na apresentação. Na apresentação o vocalista estava com um probleminha na voz e com o microfone, mas isso não tirou o brilho da apresentação. Pena que tive de sair mais cedo...

Em chamas!

A festa do menino de Deus

Os autos natalinos são uma tradição e já fazem parte da cultura popular do nordeste. A festa do Menino de Deus é um auto que foi encenado no anfiteatro da UFRN com texto de Racine Santos e direção de João Marcelino. Gosto de assistir autos, já conheço a história, fica melhor de jogar com a cena já conhecendo a história. Conheci o trabalho de João Marcelino há uns cinco seis anos quando fazia parte do STAI (Sociedade Teatral de Atores Infames) lá vi como o João Marcelino trabalha e a facilidade, criatividade e habilidade excepcional dele em criar figurinos. Os figurinos da encenação do auto estavam belíssimos,além de funcionais na cena e como diretor João fez um ótimo trabalho, acho que o único ponto que ficou um pouco mais fraco na encenação foi o som, que apresentava as vezes aquele barulhinho que dói nos ouvidos, ou hora ficava baixo demais ou alto demais e algumas interpretações exageradas e cartunescas em momentos inapropriados. Uma coisa legal deste auto, é que, pude encontrar diversos colegas da faculdade que não via faz muito tempo, só não dava pra falar com eles, porque estavam participando da encenação.

Luz e trevas no figurino de João Marcelino
Natal

Beavis e Butt-Head uma das coisas mais engraçadas que já vi no Natal!

Em geral, tenho boas recordações do Natal em Natal e neste ano não foi diferente, tive um Natal maravilhoso. Uma coisa que não consigo entender no orkut é o porquê do Papai Noel da dancinha cabulosa ser maior que os Buddy Pokes normais...

A Dança do Papai Noel

A Arte Sequencial no traço dos artistas do RN - A Divulgação




Aqui estão os Links para as matérias sobre a exposição:


HQ Maniacs:
http://hqmaniacs.uol.com.br/principal.asp?acao=noticias&cod_noticia=18422


No Minuto:
http://www.nominuto.com/cultura/exposicao_mostra_etapas_na_criacao_de_uma_historia_em_quadrinhos/31114/



Solto na Cidade:
http://www.soltonacidade.com.br/


Natal Ação:
http://www.natalacao.com/

A revista Mundo dos Super-Heróis publicou uma matéria sobre a exposição:

Revista Mundo dos Super-Heróis número 14
De Natal, para a Mundo!

A Arte Sequencial no traço dos artistas do RN - A Exposição (Parte 2)




Durante alguns dias fiquei responsável pela recepção do público que ia para exposição e foi bastante tranquilo apesar de algumas pessoas ficarem receosas em entrar no espaço. Era perfeitamente compreensível os seguranças ficavam bem na porta e o lugar chamava atenção mas vinha sempre aquela idéia de que tinha que pagar para ver a exposição. Fui convidando as pessoas para visitarem o espaço com segurança e calma tranquilizando dizendo que não precisava pagar nada e aos poucos elas iam se soltando e curtindo a exposição. Foi tudo bem tranquilo e a única cmplicação que tive foi encontar todos os interruptores para desligar as luzes antes de fechar o local. Teve alguns dias em que fiquei mais do que devia no meu horário pra ficar conversando com o pessoal e acompanhando a exposição.



Vou incluir dentro deste processo de recepção dois personagens importantes Milena e Luciano.

Milena Azevedo é poeta, microempresária e historiadora e teve todo o trabalho de organizar tanto o projeto, como a exposição em si além da mobilização dos quadrinhistas. Ela se dedicou ao máximo para que tudo corresse bem. Ela é supersimpática e está mais acostumada em ser receptiva e paciente com as pessoas explicando tudo bem direitinho tintin por tintin. Milena é socia gerente de uma loja virtual de quadrinhos a Garagem Hermética Quadrinhos, ou simplesmente GHQ. Se alguém tiver interesse em comprar uma revista específica difícil de encontar em bancas, ou livros pode comprar na loja virtual da GHQ, localizada neste site: http://www.ghq.com.br

Luciano é o responsável pelas criativas e nerds camisetas Red Bug. Ele quem desenvolve as idéias brilhantes das camisetas com um humor bastante inteligente, e quando vi a camisa do Spock tive que comprar na mesma hora. Se alguém quiser comprar alguma camiseta pode comprar através deste site: http://www.redbug.com.br/home

Os dois são bastante profissionais, dedicados e responsáveis com seus trabalhos. E durante a exposição conversamos muito sobre seriados antigos, idéias abstratas e situações engraçadas além de coisas nolstálgicas como o final de planeta dos macacos.

Ao final da exposição o saldo foi positivo e os artistas puderam apresentar seus trabalhos como cartão de visitas, aparecer, se projetar, vender sua força de trabalho e sua arte além de mostrar o seu comprometimento e profissionalismo em seu trabalho. Nunca tinha participado de uma exposição como esta, foi uma ótima experiência onde aprendi muito profissionalmente.






Sejam bem-vindos de volta, again, de novo para exposição











Eu, again, de volta, de novo outra vez, novamente para exposição










Pessoas apreciando a exposição








Visitante: -Da próxima vez eu levo Chibata!




Ilustrações de estampas das camisetas Redbug

O monstrinho da Redbug

Ilustrações de estampas das camisetas da Redbug




Não resisti, e tive que comprar esta camiseta do Spock!





O botton também era maneiro!








Millena: -E tem aquela do papagaio...









Visitante 1: -Que interessante!










Visitante 1: -Não é interessante?
Visitante 2: -É muito interessante mesmo!









Visitante: -Você tem alguma edição do super publicada pela Ebal?
Millena: -A GHQ não é sebo!













Pessoas apreciando a exposição









Este momento eu tive que registrar...









...Esta moça ficou mais de dez minutos olhando meus trabalhos




Pessoas escolhendo bottons e camisetas para comprar

Luciano: -E aí? Vai comprar ou não?

Nanotecnologia

Livros e quadrinhos de todas as regiões do Brasil

Recepção dos visitantes da exposição







Um momento reflexivo









Fim de exposição









É sério, a exposição acabou!









Acabou mesmo, não há mais nada para ver aqui









Parem com esta curiosidade mórbida









Se esta foto não convence...











...Nesta dá pra acreditar, pois é a última!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...