quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Carnaval



Meu carnaval desta foi bem diferente do ano anterior (em que basicamente passei a maior parte do tempo jogando videogame). Desta vez fiz uma viagem com minha noivorada Hanna e família para o Ceará. Fiquei hospedado com Hanna em xalé em uma serra que proporcionou um ambiente frio e agradável. O caminho até lá é bem tortuoso com muitos zigs e zags e ficamos alternando entre as cidades de  Baturité, Guaramiranga e Pacoti durante o Carnaval. Nossa! Estes zique, zagues realmente são de deixar qualquer um com vertigem! A família de Hanna foi bem receptiva, tem um ótimo gosto musical e ganhei até camisa de bloco e uma caricatura. Ao longo da semana fiquei um pouco de gripe o que não me permitiu tagarelar muito, mas foi um carnaval legal mesmo assim.

Aqui Jazz Joseniz!


Das três cidades, a que proporcionou maior diversão foi Guaramiranga. O clima também era agradável por lá, a comida era arretada que só a muléstia (comemos até um tal de foundie) e os eventos artísticos que ocorriam por lá eram bem legais (tinham diversas apresentações humorísticas na rua além de boa música). Passeando pela cidade, encontramos várias roupas de frio bem legais e eu cheguei a achar uma loja que tinham várias molduras com artes de quadrinhos vendidas como a arte que são.

A gente ouvia boa música enquanto estava rangando!


E é na serra de Guaramiranga que estava ocorrendo a 17° edição do Festival de Jazz e Blues, que ocorreu do dia 06 ao dia 09, proporcionando uma experiência musical única reunindo diversos artistas nacionais e internacionais. A programação do evento tinha três momentos: uma programação  matutina com apresentações, teatrais, pequenos shows em restaurantes trilha ecológica e algumas oficinas; durante a tarde ocorriam ensaios abertos ao público com shows ao por do sol. E, durante à noite ocorriam os grandes shows com as grandes atrações do evento. Destes shows, fui juntamente com Hanna para os shows programados para Segunda-Feira.

Este humorista consegui passar por este aro!


O clima da serra onde de Guaramiranga era bem agradável, e mesmo usando uma roupa bem quente, dava pra sentir um frio gostoso, a sensação que tivemos era como se fosse um festival de inverno na Europa. O espaço onde ocorria o show era como se fosse uma tenda, com palco e muitos lugares para o público já devidamente preenchidos (o espaço estava lotado). Do lado de fora, bem próximo à tenda tinha uns trailers vendendo comida. O pessoal que divulgava a água indaiá, tava por lá com uma campanha de divulgação bem legal, onde você ganhava uma palheta e ainda tirava uma foto instantânea com cartazes de instrumentos músicais ou de músicos.

Hanna e eu com os amiguinhos Eric, Amy e Bob!


Quando chegamos, Heriberto Porto e Thiago Almeida (CE) estavam terminando a sua apresentação instrumental com uso de flata e piano e os últimos shows estavam prestes a começar. entre o intervalo entre um show e outro tomamos um chocolate quente e... nossa quantas ruivas lindas! Bem... voltando aos shows, teve a apresentação da Igor Prado Band (SP) com um blues muito foda. No último show, ocorreu a esperada apresentação soul da Koko-Jean Davis (Moçambique/Espanha), que interagiu muito, fez o público sair de seus confortáveis lugares e dançar bastante. Ela apresentou um discurso feminista nas apresentações, fez trocas de figurino ao longo do show e cantou e dançou muito com a Igor Prado Band cuidando da boa sonoridade com rock, soul, blues e outros sons calientes. A Koko-Jean Davis é muito divertida e alegre tornando a noite muito mais agradável enquanto dançava e cantava com seu vozeirão. Nem preciso dizer que virei fã dela e da Igor Prado Band instantaneamente! E ao final do show ela ainda tirou selfies e conversou com o público antes do encerramento com o JAM Session. Palavras não descrevem o quanto ela é fodona, vejam só um pouquinho do que ela é capaz de fazer e digam o que acham:


 

 





 


 


video
Koko-Jean Davis, Raphael Wrenssnig e Igor Prado Band

 

video
 Koko-Jean Davis- Festival de Jazz e Blues em Guaramiranga (2016)

 

 

 

 

 

 

Por fim teve o JAM Session com a Igor Prado Band (e uma participação da Koko-Jean Davis) onde dançamos até o fim da noite ao estilo Peanuts!

Igor Prado Band fechou a noite de shows!


No mais li vários livros e quadrinhos, desenhei um pouco, me diverti com Hanna e família. Além disso eu estou com boas lembranças com músicas agradáveis em minha cabeça sejam as do festival que fui seja pela seleção feita pela família de Hanna. É isso! Hora de voltar aos trabalhos!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...