sábado, 15 de dezembro de 2018

Luz nas Trevas #37- De Volta à Programação Normal



Depois de um longo ano, finalmente está no ar o primeiro programa da 4° Temporada do Luz nas Trevas:



Sim! O programa está de volta com sua programação normal! Deixo aqui meus agradecimentos à minha amada Hanna Lauria em tornar este programa possível e as coisas mais divertidas, naturais e expontâneas! Para acompanhar este e os próximos programas diretamente no Youtube, visitem este endereço eletrônico: https://www.youtube.com/user/LuznasTrevas666.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Lançamento de Ana e o Sapo + Gibi de Menininha



Quem disse que quadrinhos é coisa de meninos? Neste Sábado no Mahalila irá ocorrer o lançamento de quadrinhos duas quadrinhistas fodonas daqui de Natal. AnaLu está de volta com o segundo volume de Ana e o Sapo. E sabe o que é mais legal? Quem não conseguiu comprar o primeiro volume, terá a oportunidade de comprar, pois Ana e o Sapo foi reimpressa! Aproveitem e levem logo os dois volumes! Outro lançamento é Gibi de Menininha que contará com a presença de Milena Azevedo. Gibi de Menininha reúne 13 autoras em 6 histórias de terror e putaria! Uhuu! Estão todos convidados!

Lançamento de Ana e o Sapo 
+ Gibi de Menininha

Local: Mahalila Café e Livros localizado na Rua Dra. Nívea Madruga n°19 (próximo à igreja do Campus da UFRN), Lagoa Nova

Dia e Hora: 15 de Dezembro (Sábado) às 18H

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Luz nas Trevas- Ano 10



E 10 anos se passaram... A programação continua a mesma mas muitas coisas mudaram pra melhor. Mas e aí? Vamos para a tradicional postagem com as estatísticas do Luz nas Trevas e ver o que mudou em relação ao ano passado? Então vamos!

Postagens:

4.161 Postagens

Seguidores deste Infame Blog:

76 Seguidores Infames

Visitas Infames:


624.761 Visitas Infames

Em que parte do mundo vocês estão? seus infames!


10° Reino Unido ( 2.067 acessos)

9° Índia ( 2.656 acessos)

8° França ( 4.638 acessos)

7° Ucrânia ( 7.359 acessos)

6° Portugal ( 7.506 acessos)

5° China ( 12.394 acessos)

4° Alemanha ( 27.210 acessos)

3° Rússia ( 41.355 acessos)

2° Estados Unidos ( 127.963 acessos)

1° Brasil ( 345.098 acessos)

O que é que vocês visitaram tanto nesta década?

10° Marvel Avengers Alliance (2.487 Visualizações)


Realizada em Janeiro de 2013, esta postagem apresenta as minhas impressões iniciais ao jogar Marvel Avengers Alliance no Facebook. Permanece na mesma posição em que teve sua estréia no ranking do ano passado.

Luz nas Trevas- Ano 2 (3.650 Visualizações)


No dia 07 de Dezembro de 2010 o Luz nas Trevas completou 2 anos de existência. Durante a ocasião criei uma postagem bem semelhante a esta. O blog completou 10 anos este ano e esta postagem permanece com a mesma posição do ano passado pela segunda vez consecutiva.

Xuxa a rainha de Gramado (3.772 Visualizações)


Esta matéria foi elaborada em Agosto de 2009. Nela deixo escrevo sobre a notícia da Xuxa ter ganhado o título de rainha de Gramado e também falo sobre vários momentos da apresentadora em que ela teve problemas em relação a sua imagem e os diversos ataques que ela sofreu ao longo de sua carreira. O legal é que ela realmente ligou o foda-se e brincou com toda aquela história de pacto demoníaco em uma propaganda da Netflix. Continua com a mesma posição pela segunda vez consecutiva.

Marvel Avengers Alliance- 1° Temporada (4.186 Visualizações)

 

Em agosto de 2013 falei sobre as minhas impressões ao concluir a primeira temporada de Marvel Avengers Alliance (aka aquele jogo dos Vingadores para o Facebook). Sim! Eu sei que o jogo teve uma segunda temporada (e eu falei dela por aqui no blog) mas, esta postagem é a que conta para o público. Pois é! Duas postagens sobre este jogo aqui no ranking! Foi muito divertido enquanto durou. Permanece com a mesma posição em relação ao ano passado.

Abertura da Copa do Mundo ou... Shakira!!!! (5.613 Visualizações)

 

 2010 foi o ano da Copa do Mundo onde fiz diversas postagens acompanhando o andamento do evento e a Shakira esteve presente nestas postagens. Esta matéria foi elaborada em Junho de 2010 apresentando o início do evento e a fodona da Shakira!!! Acho esta moça fodona desde que ouvi Piez descalzos e ela continua fodona até hoje. Caiu uma posição em relação ao ano passado.

Lego Batman- The Videogame (6.322 Visualizações)

 

Esta postagem é sobre o primeiro jogo que zerei para Playstation 2! Batman Lego- The Videogame! A postagem foi feita no dia 30 de Janeiro de 2011 e apresenta as minhas impressões sobre o jogo do Batman Lego. Subiu uma posição em relação ao ano passado tirando a postagem da Shakira do 5° lugar.

Interrogações (10.715 Visualizações)

 

Este é um post sobre as interrogações ??? Geralmente antes de escrever algo no blog, costumo colocar as interrogações e falar sobre o tema em outro momento. Nesta postagem postei as minhas especulações sobre o futuro filme do Batman e conheci a amiga/artista Isobel Figue. Esta postagem permanece pela terceira vez com a mesma posição no ranking.

Matadores de Vampiras Lésbicas (12.155 Visualizações)

 

Esta é a resenha sobre filmes de terror mais visitada em meu blog. Foi elaborada em Agosto de 2010 e nela escrevo as minhas impressões sobre o filme Matadores de Vampiras Lésbicas. continua na mesma posição no ranking pela sétima vez (o que não é surpresa já que a maioria das pessoas que acabam encontrando meu blog buscavam pela palavra Lésbica).

Turma da Mônica Jovem- Ano 1 (14.313 Visualizações)

 

Elaborada em Agosto de 2009 aqui faço uma pequena avaliação com resenhas do Ano 1 da Turma da Mônica Jovem. Permanece com a mesma posição pela oitava vez consecutiva entre as postagens mais visitadas.

Cosplay  (23.296 Visualizações)

 

Além de ser a matéria mais visitada é também a mais comentada neste Infame Blog. Foi elaborada em Maio de 2009 e nela faço uma apresentação sobre o Cosplay (com algums conceitos), uma bela seleção de Cosplays legais e revelo com exclusividade os meus Cosplays de Lobão e Maria Bethânia! Acho difícil que esta postagem seja superada por qualquer uma das outras...Até agora a postagem continua imbatível desde que teve sua estréia em primeiro lugar no ranking!

Páginas:

10° Downloads

9° Clipping

8° Eventos e Exposições

7° Projetos e Parcerias

6° Loja do Niz

5° Autor em Crise

4° Personagens

3° Teatro e Cinema

2° Luz nas Trevas

1° Quadrinhos

Comentador da década:

 
 Sim! O Comentador da década é o Pensador Louco!

E agora os dados do Luz nas Trevas no Facebook até o momento:


 281 pessoas curtiram o Luz nas Trevas (sim o número de curtidas diminuiu um pouco)

E agora apresento o vídeo mais curtido do Canal Luz nas Trevas no Youtube:

 
 O vídeo sobre Star Wars cada vez mais acessado no youtube!

Estou bem feliz com a longa caminhada até aqui e convido vocês a continuarem a acompanhar a este infame blog sombrio e iluminado nos próximos anos. Até o ano que vem em mais uma postagem comemorativa!

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Contagem Regressiva para os 10 Anos de Luz nas Trevas



Pois é amiguinhos, mês que vem o Luz nas Trevas completa 10 Anos de existência. E este foi um ano de mudanças boas em minha vida. Levei um tempo para me adaptar a esta nova vida e mais ainda para voltar a postar alguma coisa neste infame blog (principalmente devido à problemas técnicos que tive que resolver). Estou retomando um monte de coisas do zero. É como andar novamente de bicicleta (sendo que eu nunca aprendi a andar de bicicleta). Mas o importante é que estou de volta pra valer! Estou reativando todos os projetos exatamente de onde parei, iniciando outros novos e estou com mais de 500 roteiros (e contando) prontos para virar arte. Depois vou fazer a tradicional postagem de aniversário, mas pouco a pouco você vai ver as coisas deste blog mais movimentadas que nos últimos 10 anos. Até o final de semana volto ao ar com o programa no Youtube e publico duas webcomics além de atualizar novidades e finalizar novas revistas pra gráfica. E a contagem regressiva para os 10 anos de Luz nas Trevas começou!

Nova capa do blog depois de um longo tempo sem atualizar

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Arqueiro Verde: Ano 1



Hora de voltar a falar de quadrinhos por aqui neste infame blog depois de um bom tempo! Finalmente depois de muito tempo procurando, achei a revista do Ano 1 do Arqueiro Verde pra ler. E é uma HQ muito foda! Eu considero o Arqueiro Verde como o Demolidor da DC. É aquele personagem que não chama tanta atenção como Batman ou Super-Homem mas que dificilmente tem histórias ruins. Autores como Kevin Smith, Dennis O'Neil, Judd Winick, Mike Grell, Chuck Dixon deixaram sua marca no título cada um com sua contribuição. Até mesmo a fase dos Novos 52 (que teve muita coisa ruim) apresentam boas histórias com o personagem. Arqueiro Verde: Ano 1 foi publicada por aqui na forma de um encadernado reunindo as 6 edições da minissérie escrita por Andy Diggle e com a arte de Jock.


 
 Nos EUA a história saiu originalmente em uma minissérie em 6 partes

Ano 1 é um título de peso na DC. Depois da Crise nas Infinitas Terras Frank Miller fez uma revista muito foda do Batman com este título reapresentando o Batman para novos leitores sem desprezar a origem do personagem. Outras revistas se seguiram com este título também apresentando boas histórias como Liga da Justiça: Ano 1 de Mark Waid, Brian Augustyn e Barry Kitson. Outros não levam o Ano 1 no título, mas possuem a mesma proposta de fazer a releitura das origens de personagens, como a Mulher-Maravilha do George Pérez, ou o Super-Homem do John Byrne. Este Ano 1 não deve em nada a nenhuma destas histórias apresentando em grande estilo a origem do Arqueiro Verde.

Arqueiro Verde: Ano 1 é uma história de sobrevivência


Você já conhece a origem do Homem-de-Ferro? Ou do Punho-de-Ferro? Doutor Estranho? Ou mesmo o Batman? A história de origem do Arqueiro Verde não é muito diferente com o Playboy rico que desaparece e depois retorna com novos valores humanos depois de uma grande mudança em sua vida. Claro que estou sendo bem genérico pois o que diferencia todas estas histórias é a forma como elas são contadas. E a história do Arqueiro Verde tem mais em comum com o mítico Robin Hood do que qualquer outro destes personagens. Robin Hood sempre está presente nesta história de alguma forma. Seja na essência do personagem os nas referências, como a mais direta onde Oliver Queen compra o Arco e Flecha usado por Howard Hill na série de TV do personagem inglês.

Robin Hood?


A história é pé no chão e apresenta bem a transformação de Oliver Queen de milionário aventureiro sem rumo na vida para um herói com o objetivo de fazer mais pelos desfavorecidos. O roteiro pega o que há de melhor de outras fases do personagem e apresenta tudo em uma história única sem perder a identidade. É muito legal ver todo o processo de Oliver Queen para se sentir e se manter vivo ao longo da história. Os personagens secundários cumprem bem a sua função e nenhum deles soa como se estivesse fora daquela realidade ou não tivesse importância. O roteiro é bem dinâmico de uma forma que se você lesse aleatoriamente qualquer uma das edições ele iria prender bastante a sua atenção seja pela ação, seja pela interação com outros personagens ou pela forma como Oliver Queen é apresentado nesta história. O ato em final em particular me lembrou uma história muito boa do Novo Lobo Solitário de Kazuo Koike, Hideki Mori e Goseki Kojima. E não é qualquer HQ de Super-heroi que dá pra comparar com este trabalho hoje em dia.


As cores vão direto ao alvo


A arte de Jock é um espetáculo à parte seja pelas capas ou pela narrativa cinematográfica da história. A revista podia até não ter as belas cores de David Baron (que fez um trabalho melhor na história utilizando as cores para passar sensações atmosféricas e emocionais pontuando o Verde no lugar do Vermelho para cenas de impacto por exemplo) que ainda assim ia ser um belo trabalho artístico devido à Arte-Final bem definida de Jock. As cenas de ação do Jock são lindas desde um simples soco em um barco até as explosões. Acho que é um bom começo pra quem conhece a série de TV Arrow mas nunca chegou a ler os quadrinhos. No meu caso, vou fazer o inverso já que só agora vou estar com tempo para ver a série de TV.



Hora de divertir com a série de TV do Arqueiro Verde

Arqueiro Verde: Ano 1

Publicada originalmente em Green Arrow: Year One 1 a 6 (2007) nos EUA e no Brasil na forma de um encadernado reunindo a minissérie completa(2009)

Roteiro: Andy Diggle
Arte: Jock
Cores: David Baron

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Futurama


Como sabem, Os Simpsons fez parte da minha infância e cheguei a zerar os games para Nintendo: Bart vs The Space Mutants (que foi a minha primeira resenha de games no blog), Bart vs the World e Bartman Meets Radioactive Man. Depois o tempo passou, eu cresci e o Matt Groening fez a divertida animação Futurama que é um pouco mais adulta que os Simpsons (e que apareceu no tempo certo para mim). Quando vi que tinha um jogo de Futurama me senti obrigado a jogar este jogo pelos velhos tempos e também pelos novos tempos com novos jogos para zerar. Será que é um bom jogo de aventura ou só um caça níqueis? Hummmm



A trama da história é bem simples: O Professor Farnswoth diz pra Fry, Bender e Leela que vendeu a Planet Express para a Mamãe (conhecida vilã da série) dando para ela mais de 50% da terra e permitindo que ela governe e escravize a humanidade. Nossos heróis então, precisam impedir os planos da Mamãe e mudar a situação em que sem encontram (em tese). O resto da história você vai descobrindo ao longo do jogo que apresenta boas piadas e usa um pouco de metalinguagem, como quando o Professor explica ao Fry a torradeira gigante Re-Animator que ressuscita quem morre e o Fry faz o comentário que viu a luz com as palavras Game Over.

 
 O início do jogo

Evite morrer no jogo e junte vidas porque o número de vezes que a torradeira te revive é bem limitado antes do Game Over


Você pode jogar com Philip J. Fry, Bender B. Rodriguez, Turanga Leela e Dr. John Zoidberg. Cada personagem tem suas habilidades próprias: Fry pode atirar, Bender é bom em fases com pulos precisos e tem um ataque de raiva, Leela é a porradeira que resolve enigmas do jogo e Zoidberg tem uma fase exclusiva onde ele tem que correr montado em um alienígena. Leva bastante tempo para se acostumar com a jogabilidade e com a câmera do jogo. Quanto mais tempo demorei pra me acostumar com os comandos do jogo mais eu morri. As fases da Leela são muito difíceis, exigem pulos precisos e um movimento errado causa a morte rapidinho (a fase mais difícil do jogo é com ela).

Fry é o atirador do jogo!

Bender salta em plataformas complicadas como esta

Leela é a porradeira fodona do jogo!

E o Zoidberg corre neste bicho!

O jogo apresenta um total de 22 fases: Planet Express (onde você recupera as ferramentas do professor), Sewers (onde Fry enfrenta criaturas subterrâneas), Subway (Fry em ação nas ruínas de um metrô),  Old New York (Fry em ação nas ruínas da cidade), Red Light District (com Fry em ação na zona enfrentando robôs gangsters), Uptown (com Fry enfrentando mais robôs), New New York (com Fry em um robô detonando robôs),Weasel Canyon (com Bender no meio do nada enfrentando vários obstáculos), Run Bender Run (com Bender correndo que nem o Indiana Jones), The Mine Facility (com Bender enfrentando diversas armadilhas), Red Rock Creek (com Bender explorador espacial), The Junkyard (com Bender pulando em plataformas novamente), Rumble In the Junyard (com Bender enfrentando diversos desafios), Market Square (com Leela dando porrada em esqueletos), Left Wing (com Leela resolvendo enigmas), Right Wing (com Leela resolvendo mais enigmas), Temple Courtyard (mais enigmas para Leela), Inner Temple (defino como a fase mais difícil do jogo todo), Bogad Swamp Trail (a fase de corrida com o Zoidberg), Bender's Breakout (com Bender enfrentando um robozão), Leela's Last Laught (com Leela também lidando com o robozão) e Fry Fights Back (com Fry dando o golpe final no robozão). Para completar o jogo 100% você tem que pegar todos os Nibblers e os itens (dinheiro, cristais, espinhas de peixe e barras de ouro que valem mais do que dinheiro)

Quem disse que o jogo não tem desafios? Imagine enfrentar um chefão na fase mais difícil do jogo

 Uma das coisas divertidas do jogo são as easter eggs escondidas como a maquina do suicídio, a bebida Slurm, aqueles aliens que controlam as mentes das pessoas, o museu de cabeças e a novela Todos os meus circuitos. Tudo isso me lembra bastante os jogos dos Simpsons para Nintendo que tinham muitas referências à animação. Dá aquela identificação com o jogo sabe? De que estou jogando um episódio da série e não um jogo que só leva o nome do desenho. É um jogo difícil e ver estas coisas ajudam a seguir adiante. Lembrei de outra coisa legal do jogo: As músicas! Tem até a música tema da animação!

Destructor, o último desafio do jogo antes de zerar

O esperado final do jogo


O final do jogo compensa a diversão mostrando o combate final contra a Mamãe e assim como a história do jogo, você pode seguir adiante e adiante quantas vezes quiser até completar tudo caso não tenha completado da primeira vez. A dica que eu deixo pra vocês é que vão completando tudo do jogo fase por fase pois, depois você salva o jogo não pode escolher a fase pra jogar novamente. Fiquei feliz por ter completado o jogo ,mas ele é dificílimo (que nem o dos Simpsons para Nintendo) e eu me mataria de raiva numa destas cabines se tivesse que jogar tudo de novo para completar tudo 100%  só para desbloquear todos os vídeos e a galeria. Eu cheguei a falar sobre o jogo no episódio 36 do Luz nas Trevas, quem estiver com preguiça de ler isto tudo, pode dar uma olhadinha no vídeo abaixo:



Se chegarem a fazer um jogo de (Des)Encanto e eu tiver a oportunidade de jogar, claro que falo por aqui.

 Minha reação se fizerem um jogo de (Des)encanto

Futurama
Ano: 2003
Plataforma: Playstation 2
Produtora: Unique Developement Studios
Distribuidora: VU Games/Fox Interactive


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...