Luz nas Trevas Apresenta:

sábado, 20 de fevereiro de 2010

The Simpsons: Bart vs the Space Mutants


Esta é primeira resenha que faço de um jogo de videogame em meu Blog, resolvi começar com um jogo do Nes muito legal dos Simpsons chamado Bart vs The Spaces Mutants. Sim eu sei este jogo é antigo dos anos 90, cerca de uns 18 anos atrás, mas eu curti pra caramba este jogo e ele foi um dos jogos mais fodas para esta plataforma que zerei! Antes de proseguir com a resenha um pequeno momento onde este autor em crise recorda os videogames que teve:

Atari, meu primeiro videogame

Oi meu nome é Joseniz e sou um viciado em jogos de videogame (pessoal dos viciados em jogos de videogame anônimos respondem: Olá Joseniz!), até agora tive 3 videogames ao longo de minha vida. O primeiro foi o Atari. Me lembro lembro que os jogos não tinham fim nem dava pra pausar o jogo, que pulava o muro da escola com os colegas de turma para jogar videogame e de um cartucho com não sei quantos jogos que jogava com meus primos da Paraíba quando meu irmão e eu viajávamos para lá. Gostava muito dos jogos de polícia e ladrão (keystone kepers), o clássico jogo de corrida Enduro entre outros. Os jogos não tinham fim mas a graça na época não era chegar ao fim. Era se divertir!

Turbo Game, meu segundo videogame

O segundo videogame que tive foi um Turbo Game. Aí sim a graça era chegar ao final do jogo! Ele pegava cartuchos com jogos japoneses e americanos que se diferenciavam pela quantidade de pinos e tamanhos. Zerei diversos jogos juntamente com meu irmão com este videogame. Era uma grande evolução na época finalmente dava pra pausar o jogo, tinham continues e em algums jogos tinha como continuar da fase em que havia terminado inserindo um password. O terceiro videogame tenho até hoje e nele só funciona dois jogos que gosto muito e continuo jogando porque ainda tenho alguma coisa para fazer neles (quando terminar faço uma resenha dos jogos). Pretendo comprar um quarto videogame quando não tiver mais nada pra fazer nestes jogos e tiver poder aquisitivo e tempo suficiente para jogar (principalmente tempo não adianta nada comprar um videogame se não tenho tempo para jogar). É meio estranho falar de um jogo que terminei há mais de dez anos, e mais estranho ainda encontrar imagens e vídeos no youtube sobre este jogo (pensei que ia ter muita dificuldade em encontrar, mas tem até emuladores deste jogo!). Cara, adoro muito as evoluções tecnológicas, em 1991 isto nunca seria possível para mim. Encontrar isto tudo e fazer esta resenha é como viajar para o passado e lembrar de um tempo legal da infância. Por acidente, vasculhando o youtube, encontrei este comercial americano do jogo The Simpsons; Bart vs the Space mutants, não foi possível ver isto em 1991 mas que tal ver agora em 2010?

video
Simpsons- Comercial do jogo Bart vs The Space Mutants

Hora de falar sobre o jogo dos Simpsons. The Simpsons: Bart vs the Space Mutants é o primeiro jogo de videogame dos Simpsons e na plataforma da nintendo (vou chamar Nes de Nintendo, sempre chamei assim na época) os Simpsons tiveram mais dois jogos: Bart vs The World e Bartman meets Radioactive Man (zerei também estes dois jogos). Posso afirmar com toda certeza do mundo que este é o mais difícil dos 3 jogos. Ele é um daqueles jogos para Nintendo que você tem que estar bem disposto para zerar porque não tem continues nem passwords é pra zerar na raça mesmo do início ao fim. Me lembro que quando joguei pela primeira vez este jogo tive que locar (existiam locadoras de jogos na época) e quando voltava para locar de novo ele não estava sempre disponível. Felizmente, depois de um tempo, pude adquirir o jogo e jogar tranquilamente até zerar em casa. Na época, o desenho dos Simpsons era exibido na TV apenas em um dia da semana e eu acompanhei esta série todos os dias. Apesar da irregularidade na exibição na TV aberta dou um jeito de acompanhar este desenho até hoje porque ele ainda é muito foda (mas nos anos 90 tinham histórias mais elaboradas e com carga dramática muito fortes não se limitando a piadas atrás de piadas como hoje em dia).


A história do jogo é basicamente esta: Bart está tendo um dia entediante e ao olhar para a janela ele descobre que alienígenas estão iniciando um plano de conquista do paneta terra utilizando uma máquina maligna com itens terrestres e estão se infiltrando disfarçados como humanos.

Eles são realmente mutantes espaciais...

... Tá qui pariu! e agora Bátima? Que é que eu faço?

O jogo é dividido em 5 fases: Springfield, Springfield Shopping Center, Krustyland, Museu e Usina Nuclear. As quatro primeiras fases apresentam um chefe no final baseado no desenho animado a última fase não tem chefe. Durante o jogo Bart usa vários itens dentre eles o óculos de Raios-X que serve para identificar quem é humano e quem é alienígena no jogo (só se deve pular na cabeça das pessoas se elas forem indentificadas como alienígenas). Durante o jogo você coleta letras (derrotando os alienígenas pulando em cima das cabeças deles) que quando completas formam o nome de um familiar de Bart que irá ajudar contra o chefe do final da fase. A coisa mais fácil de acontecer no jogo é você morrer, o número de vidas é limitado e não há continues. Quando morre a tela escurece e Bart fala "Eat my Shorts", sim eu sei voz digitalizada num jogo da Nintendo! (escutei Bart falando esta frase até dar uma dor). As músicas contam com a música tema do desenho animado e outra bem legalzinha os efeitos sonoros também estão ótimos. Os gráficos estão ótimos e os cenários e personagens estão bem caracterizados, muito fiéis ao desenho animado. Enfim, apresento aqui minhas impressões de cada fase com imagens e um pequeno vídeo com velocidade acelerada mostrando como ela é.

Vamos escrotizar com a terra!!!!

Springfield


Nas ruas de Springfield Bart precisa eliminar 24 itens roxos. Nesta primeira fase Bart usa e abusa do spray para pixar os itens roxos de vermelho. Existem outros itens bacanas que são coletados e usados durante o jogo como foguetes e bombinhas. Esta é uma fase bem divertida e podemos ver ambientes familiares ao desenho animado como o supermercado Kwic-E-Mart onde Abu trabalha e a estátua de Jebediah Springfield. Na fase Bart também usa o skate e o Jimbo Jones aparece para pertubar, passa o clássico trote para o Moe que sai emputecido do bar (você pode pixar avental roxo dele) e também é possível ganhar algumas moedas extras com o vovô Simpson. O desafio desta fase é o Nelson e se você conseguir coletar todas as letras, a Maggie ajuda lançando bolas de boliche para o Bart rebater contra o Nelson.

O óculos de Raios X em ação!

Moe: Pessoal vocês conhecem algum eu quero te lintar?

Maggie ajudando Bart contra Nelson

video
Bart vs The Spaces Mutants- Fase 1

Springfield Shopping Center


No Shopping Center, Bart precisa recolher 25 chapéus. Esta é uma fase bem difícil com vários inimigos como o sapato que dança Moonwalker, toalhas, bóias e uma mulher cortada ao meio em uma caixa mágica. A coisa mais fácil aqui é morrer e esta e uma fase que travei inicialmente, principalmente durante os pulos porque é preciso ter muito controle para não morrer afundando no cimento. O subchefe desta fase é espião albaniano Adil (reveja os episódios das primeiras temporadas dos Simpsons) ele aparece inicialmente jogando chapéus ao estilo dos filmes de James Bond, depois dentro de um sapato gigante e novamente com a habilidade de aparecer e desaparecer para atacar. O desafio desta fase é a babá psicopata Botz (a mesma que apareceu no primeiro episódio dos Simpsons exibido no Brasil, Lembra?) e se você conseguiu recolher as letras, Marge ajudará jogando bolas na babá psicopata atrapalando ela de jogar as malas.

Marge ajudando Bart contra a babá psicopata Botz

video
Bart vs The Spaces Mutants- Fase 2

Krustyland


No parque de diversões, Bart precisa dar fim em 40 balões. Juntamente com a primeira fase esta é uma das fases mais divertidas e é possível ganhar várias vidas nas barracas com jogos. Mesmo que você morra muito, se você tiver habilidade pode conseguir uma vida quando recomeçar e permanecer no jogo para seguir em frente. O desafio desta fase é o Sideshow Bob (o ajudante de palhaço que tentou incriminar Krusty, o palhaço e vilão recorrente no desenho dos Simpsons) se você coletou todas as letras Lisa ajudará jogando bolas de boliche no vilão. O bacana é que para derrotar o Sideshow Bob é que nem Bart faz no desenho: Pisando nos pés dele!

Comichão e Coçadinha!!!

Lisa fará Sideshow Bob sentir os pés na cadeia

video
Bart vs The Spaces Mutants- Fase 3

Museu de História Natural

No museu, Bart precisa coletar seis placas de saída. Esta com certeza é a fase mais difícil de todas, com muitos inimigos e qualquer erro durante os pulos é fatal. A fase tem três subchefes: Uma planta carnívora, uma múmia e um tiranossauro! Durante a fase você pode ver a cabeça da estátua dee Jebediah Springfield (lembram do episódio em que Bart decepou a cabeça da estátua?) e usar uma arma de dardos. O desafio desta fase é o Dr Marvin Monroe, que solta choques elétricos (lembram do episódio em que a família Simpson faz uma terapia de choque com ele?) e se você conseguiu coletar todas as letras, Homer Simpson aparecerá babando de um dos quadros imobilizando o Dr. Marvin Monroe.

video
Bart vs The Space Mutants- Fase 4

Usina Nuclear de Springfield


Na última fase do jogo, Bart precisa encontrar 16 barras radioativas para impedir que os alienígenas dominem o mundo. Esta fase não tem desafio e não é muito difícil. O máximo que pode acontecer é você se perder um pouquinho ou morrer quando o tempo acabar (os inimigos não oferecem muito perigo). Durante a fase você conta com a ajuda de Lisa fornece os códigos para as portas, Marge leva algumas barras radioativas para Bart, Homer detona todos os inimigos por rosquinhas e a Maggie joga a chupeta completando o número de barras radioativas (morri algumas vezes pelo tempo procurando a última barra de energia radioativa e era a chupeta da Maggie que faltava durante todo este tempo perdido).

A chupeta da Maggie ajudou a salvar o mundo da invasão alienígena

video
Bart vs The Space Mutants- Fase 5

Bart com o pequeno auxílio de sua família conseguiu impedir a invasão alienígena. Agora Bart é um herói intergaláctico e ganha uma homenagem pelos seus atos heróicos!! Lembro que foi uma luta para zerar este jogo, mas valeu a pena cada segundo gasto nele.

video
Bart vs The Space Mutants- Final

Bart vs The Space Mutants é um jogo muito difícil e muito divertido. Apresenta uma ótima jogabilidade e é fidelíssimo ao desenho animado dos Simpsons. Os Simpsons hoje já possuem mais de 20 jogos de videogame mas tudo começou com este jogo fuderoso para Nintendo. Fico feliz por ter tido a oportunidade de me divertir com este jogo na infância e hoje relembro dele com carinho nesta resenha.

The Simpsons: Bart vs the Space Mutants
Ano: 1991
Plataforma: Nes
Fabricante: Acclaim


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...